Buscar
  • andremarcoscnn49

CNJ manda TJ-MS explicar denúncia de tratamento discriminatório contra advogados


A conselheira Iracema Vale, do Conselho Nacional de Justiça, pediu ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul que preste informações sobre suposto tratamento discriminatório contra advogados. O despacho, da última sexta-feira (13/9), dá cinco dias para o TJ se manifestar.


O caso chegou ao CNJ por um pedido de providências ingressado pela OAB local. De acordo com a entidade, os profissionais têm sofrido tratamento discriminatório por serem submetidos ao detector de metais nas entradas da corte.


"Não é aceitável que, em nome de um treinamento de má qualidade prestado aos agentes de segurança, viole-se a dignidade da advocacia, causando, por vezes, constrangimento e humilhação, para simples verificação se há ou não arma com o advogado", sustenta.


A OAB-MS reclama da abordagem de agentes de segurança e cita casos em que advogados são impedidos de entrar no Fórum Central por causa do celular e também de advogadas grávidas serem obrigadas a se submeterem ao detector de metais. 


Fonte: Conjur


#tribunaldejustica #advocacia #CNJ #OAB

4 visualizações
  • Oliveira e Donato Advogados
  • Oliveira e Donato Advogados

©2019 by Oliveira & Donato. Proudly created with Wix.com

off

OLIVEIRA & DONATO | Advogados Associados

Av. Messias Pereira Donato | 403  - Edif. Empresarial Xavier - Sala 107 | Aeroporto Velho | Guanambi | Bahia | CEP: 46.430-000

Fone: (77) 3451-1824 | e-mail:  pompiliodonato@oliveiraedonato.adv.br